Como ser um Engenheiro Acima da Média

Como ser um Engenheiro Acima da Média

Como se tornar um Engenheiro acima da média? Qual o segredo de alguns terem sucesso e outros não, como identificar os padrões de comportamento.

Ao longo dos anos, tenho observado meus alunos que atingiram sucesso e também realizando uma autocrítica (longe de me achar foda) mas de entender os erros e acertos da minha carreira, tentei juntar tudo aqui e trazer essa “receita de bolo”.

Vamos começar pelo básico:

Independente de qual área que você for atuar na engenharia civil, você precisa entender sobre custos.

Imagine que você chegou no primeiro dia de obra e seu foco é tocar obras, não gosto muito deste termo mas é o mais comum que encontramos, ou seja, você quer ser um excelente Engenheiro de Campo ou Arquiteto que executa obras.

Adivinha qual o primeiro documento que você recebe da construtora?

Acertou, uma planilha de orçamento!

Agora, você precisa solicitar materiais para aquela obra que está começando, como identificar nas composições de custos o que foi previsto para não gastar mais do que o planejado?

Não tem ainda a composição, como realizar a quantidade de insumos sem saber a prática de orçamentos? Complicado né!

Outro exemplo simples, passou 15 dias do início da sua obra e está na hora de realizar medições do empreiteiro, como levantar as quantidades de serviços que foram executadas?

Acho que deu para você entender o porque falo sempre em ser valioso o conhecimento em Custos para a sua carreira.

Até mesmo se você optar por ter a sua empresa e ficar com dúvida na hora de passar o valor que o empreiteiro cobrou e passar estes custos unitários de serviços para ter mais controle sobre o resultado final, fica complicado.

Ou então, como saber o valor máximo que você pode pagar para seu empreiteiro?

Enfim, poderia ficar aqui citando várias causas de dúvidas e de problemas que aparecem na hora de executar uma obra que pode ser facilmente resolvido com o conhecimento em orçamentos.

E estes são apenas os benefícios técnicos, temos outros não técnicos, na minha opinião estes são os principais:

Ajuda a ter mais confiança ao chegar no sua primeira dia de obra, sem ficar com medo e desconfiado se está 100% preparado.

Ah, é aqui vai um parênteses:

Dica: Você nunca vai estar 100% preparado para a Obra.

Existem muitos temas que envolve nosso mercado e se sentir mais confiante é diferente de se achar o “mestre Jedi das obras”, até porque pensar assim, só irá te fazer ficar acomodado e quando você acordar, já é tarde.

Alguma tecnologia substitui seu serviço, você não evoluiu e tem uma fila de novos engenheiros querendo tomar o seu lugar, fica a dica.

Outro benefício é que poucas pessoas dominam esta área e mostrar um conhecimento já no início da sua carreira, você irá surpreender e será visto com outros olhos pelo seus coordenadores, diretores e proprietários das construtoras.

Campo de Batalha

“Ninguém ganha uma gerra sem entender o campo de batalha”.

Caso você seja um visitante antigo do meu blog, já está cansado de ouvir isto mas tenho que repetir:

“Não deixe para o último ano da faculdade para conseguir atuar na área”

Até entendo se você precisa trabalhar em outra área para custear seus compromissos ou família mas fora este cenário, procure um estágio o quanto antes.

Se você já está formado, vai ser um pouco mais complicado e precisa se preparar em dobro.

O estágio é a melhor oportunidade de aprender em campo, tudo o que vou mostrar neste artigo, você tem a chance de passar em todos os departamentos e aprender o máximo que conseguir de cada área:

Suprimentos, Financeiro, Obras, Orçamentos, Planejamento, etc..

Por mais que passe a minha experiência aqui, a melhor maneira de se você se descobrir e começar a entender tudo o que acontece nas empresas e qual área você desejar seguir nos próximos anos  e se especializar, é realizando um estágio.

Ou usando uma analogia:

“Se joga no mar” – Só assim se aprende a nadar no mar, parece óbvio mas acredite muita gente tenta aprender na piscina.

“Mas Gustavo, as empresas hoje em dia explora os estagiários dando salários de 800 a 1000 reais apenas por mês”!

Cara, para de mimimi, meu primeiro estágio eu não recebi nada. Agradece a Deus se tem alguém te pagando para você aprender!

Fiquei cinco meses sem receber nada e praticamente pagava, porque eu tinha os custos de alimentação e transporte.

No sexto mês, consegui mostrar o porque eu estava lá e me registraram com um salário razoável mas ao mesmo tempo me jogaram no departamento de Orçamento sem dó e piedade.

Simplesmente, “Gustavo saiu um Engenheiro do departamento, vai lá e resolve. Ajuda o outro que ficou”. Foi assim, e olhando para trás, sou grato por isso.

Apanhei muito no começo mas foi necessário.

O custo de treinamento para uma empresa é alto, por isso você vê as vagas até mesmo para estágio exigindo “anos de experiência”.

Pode parecer um absurdo mas as empresas querem que você resolva os problemas dela e não lhe treinar para o mercado de trabalho.

A faculdade lhe deu o alicerce, a sua fundação! #piadadeengenheiro

Lá você aprendeu o “tira casaco, bota casaco” (Filme Karate Kid) Não entendeu? Veja o filme.

Os professores treinaram você a não ter medo de cálculos e projetos complexos, agora você tem a missão de entrar no mercado e conquistar seu espaço.

Mesmo que você não tenha experiência mostre que possui conhecimento e que consegue realizar um orçamento por exemplo.

As empresas não procuram somente experiência na área, querem que você tenha experiência de vida.

Tente citar em uma entrevista que mesmo sem dinheiro, você se dedicou a aprender inglês por seriados e filmes com legendas em inglês e ficou fluente.

Isso também é experiência e mostra o quanto você é determinado e não fica travado com a dificuldade, você atropela elas. (isso conta como experiência de vida)

Comente que aprendeu orçamento no meu blog, assistindo a todos os vídeos e colocando em prática em outros projetos.

Tenho exemplo no blog de pessoas que passaram em entrevista apenas fazendo isso.

Veja uma delas, a Jessica:

Como as empresas estão enxutas atualmente, uma boa oportunidade também é prestar este tipo de serviço como terceirizado, já falei sobre este tema neste artigo:

Além de ser remunerado por isso, ainda ganha experiência e fica conhecido no mercado.

Eu gostaria de ter a oportunidade que você tem agora, de pegar neste blog todo o conhecimento necessário para ter sucesso e encurtar a sua trajetória de aprendizado.

É sério, aproveita este blog, posto muito coisa que levei anos para entender, tudo resumido somente com a parte essencial.

Vamos pra cima e conte comigo no que precisar.

Dica Extra: Faça parte de associações de engenharia da sua cidade, participe de reuniões e “happy hour” da nossa classe, o tema das conversas são sempre sobre trabalho mas é muito importante.

“Quem não é visto, nunca é lembrado” – Autor desconhecido.

Outra dica bacana, é visitar uma obra da sua cidade. Peça com educação e utilize EPI, visite e converse com os profissionais mais experientes, fale com os engenheiros e mestre.

Estas conversas são ricas em conhecimentos e aproveite para ver os serviços sendo executado na prática e tire dúvidas.

Um de meus alunos, ao fazer isto em uma obra de sua cidade, foi contratado pela empresa para estagiar, novamente o networking é muito importante.