Como Calcular o Tempo de um Serviço através dos Coeficientes das Composições

Como Calcular o Tempo de um Serviço através dos Coeficientes das Composições

Nesta aula eu explico a dúvida do nosso seguidor Jayme, ele enviou um e-mail com pergunta: Como calcular o tempo de um determinado serviço através dos coeficientes das composições?

Um assunto muito relevante e essencial para o planejamento de obras.

Na minha opinião, uma das partes do planejamento que mais exige atenção e experiência do planejador, porém com este vídeo e com nossa planilha de duração e recursos de mão de obra, ficará bem mais simples e rápido realizar este passo.

Para ter a planilha, acesse o link abaixo e faça o download gratuito do quadro de duração e recurso dos serviços.

LINK PARA DOWNLOAD DO ARQUIVO

Planejamento é um tema que gera muitas dúvidas dos meus alunos, por isso seu comentário é extremamente importante para entender e dar continuidade nos novos vídeos e artigos do blog.

Então, deixe seu comentário logo abaixo que estarei respondendo à todos.

Um forte Abraço!

  • Humberto Gonçalves

    Muito bom, obrigado por compartilhar !

    • gustavo

      De nada Humberto! Fico feliz que tenha gostado do vídeo.

      Abraço

  • David Cesar Boriôlla

    Boa tarde!
    Gostaria de agradecer pelos ótimos videos que vem apresentando, suas explicações são bem esclarecedoras.
    Já que você se mostra que possui conhecimento no setor de planejamento gostaria de fazer uma pergunta.
    Digamos que vou construir três edifícios e vou precisar de alguns equipamentos tipo grua, cremalheiras, mini gruas …
    como faço pra saber se uma grua irá atender minha demanda ou se vou precisar da grua e a cremalheira tambem?
    Existe alguma planilha que me fala como se calcula? não sei se faço pelo tempo de içamento e pela carga ou pela área do empreendimento!
    como saber se os equipamentos a serem utilizados irão suprir minhas necessidade a ponto de que não haja atraso no andamento da obra ou que coloque equipamentos de mais sem necessidades.
    Um grande abraço.

    atenciosamente.
    David Cesar

  • Erivelton S. Fernandes

    Gustavo, boa tarde! Muito boa sua explicação. Sempre que posso, assisto seus vídeos! Minha pergunta é a seguinte: Vamos sair da condição IDEAL para a condição REAL de boa parte das pequenas construtoras no Brasil. No momento da composição de custos, a utilização dos tempos de serviços do SINAPI, TCPO, entre outros, não podem gerar um pouco de imprecisão no orçamento como um todo? Explico: nos índices já são consideradas as perdas de produtividade por funcionário que vai ao banheiro, pela movimentação de material até o ponto de trabalho, etc.? Citando um serviço de alvenaria, um pedreiro não produz assíduo e mecanizadamente “x” m2/dia. Há variação de produtividade pelos motivos citados. Acho interessante e inclusive, quando não possuo o índice real da empresa e utilizo o SINAPI/TCPO, considero 80% do valor informado.
    O que você acha?
    Desde já agradeço pelo retorno.

  • Thyago Silva

    Muito bom, excelente

    • gustavo

      Obrigado Thyago! Abraço

  • Erivelton S. Fernandes

    Gustavo, boa tarde! Muito boa sua explicação. Sempre que posso, assisto seus vídeos! Minha pergunta é a seguinte: Vamos sair da condição IDEAL para a condição REAL de boa parte das pequenas construtoras no Brasil. No momento da composição de custos, a utilização dos tempos de serviços do SINAPI, TCPO, entre outros, não podem gerar um pouco de imprecisão no orçamento como um todo? Explico: nos índices já são consideradas as perdas de produtividade por funcionário que vai ao banheiro, pela movimentação de material até o ponto de trabalho, etc.? Citando um serviço de alvenaria, um pedreiro não produz assíduo e mecanizadamente “x” m2/dia. Há variação de produtividade pelos motivos citados. Acho interessante e inclusive, quando não possuo o índice real da empresa e utilizo o SINAPI/TCPO, considero 80% do valor informado.
    O que você acha?
    Desde já agradeço pelo retorno.

    • gustavo

      Olá Erivelton, obrigado! Sim, por isso é importante sempre ter suas próprias composições ou utilizar algumas dessas como base e depois ir modificando e acompanhando os desvios, assim você vai ajustando com o tempo para a sua realidade. Já são consideradas perdas, em alguns índices é possível verificar as perdas com índices de 1,1 unidade para realizar um 1 unidade. Nestes casos, estão embutidos 10% de perdas. Sim, um pedreiro irá variar muito e por isso a TCPO geralmente faz um média desta produtividade, se estes 80% estão funcionando para sua mão obra, ótimo! É uma maneira de realizar mas sugiro ir mudando para não precisar realizar sempre este mecanismo. Eu que agradeço a ótima pergunta. Abraço e sucesso.

  • Adriane

    Muito bom. Parabéns!

    • gustavo

      Obrigado Adriane 🙂 ! Abs

    • gustavo

      Obrigado Adriane.

  • Rodrigo Araujo

    Gustavo, muito boa a iniciativa, pois está ajudando muito.
    Gosto de trabalhar nessa área de orçamento e planejamento.
    Obrigado

    • gustavo

      De nada Rodrigo! Fico feliz em saber meu amigo. Abraço

  • And May

    Gustavo, eu não entendi pq tem que dividir 1/0,363, se eu já sei que ele vai precisar usar 0,363 pra fazer 1 m³, pq tem que dividir de novo?

    • gustavo

      Olá, a gente dividiu apenas a mão de obra do servente para ficar em relação ao pedreiro que é a m.o principal do serviço, para encontrar aquela proporção de 1,5. Se ainda não ficou claro me avise por e-mail que conversamos mais.

      Abraço

  • Ircemir Silveira Silva

    Gustavo bom dia , eu gostei e gosto das suas explicações sobre custo, em um futuro próximo gostaria de fazer o curso com vc, no entatnto a mina duvida é quanto aos valores da planilha relacionado aos índice de produtividade, uma vez que procurei não encontrei ni SINAPI, esta produtividade 30m³/dia com duas equipes seria concreto usinado? se não não estaria muito se dividirmos pra uma equipe seria 15m3/dia mesmos assim só se
    for concreto usinado, rodado na obra seria impossível. o que vc acha.

    • gustavo

      Ircemir, boa tarde.

      Bacana, obrigado meu amigo.

      Sim, concreto usinado. Batido em obra seria difícil mesmo, lembrando que ainda falta inseri se fosse um orçamento, a parte de lançamento e bomba de concreto, se necessário.

      Abraço,

  • Steverson Melo

    Olá Gustavo, ótima explicação, sempre que possível vejo seus vídeos. Gostaria apenas de tirar uma dúvida da planilha. No exemplo citado no vídeo, temos 02 equipes na coluna “QTDE de equipes” e na coluna “Recursos” temos 02 pedreiros e 03 ajudantes . O total de funcionários na atividade, é de 04 pedreiros e 06 ajudantes, porém divididos em 02 equipes?
    Desde já agradeço.

    • gustavo

      Sim, Steverson, mas o correto do vídeo para este serviço é de apenas 1 equipe de 1 pedreiro e 2 ajudantes.

      Espero ter ajudado. Abraço